Sites Grátis no Comunidades.net

Distúrbios Alimentares na Adolescência



Total de visitas: 181201
Análises estatísticas

Ensino Secundário

População alvo - 734 alunos
Amostra - 65 alunos
Tipo da amostra - aleatória
Dimensão da amostra - 9%





• a amostra incidiu sobre 84,6% de raparigas e 15,4% de rapazes, de idades compreendidas entre os 14 e os 20 anos, com uma média de idades de aproximadamente 16 anos (tanto para as raparigas como para os rapazes), notando-se, no entanto, uma grande disparidade de idades, mais acentuada nas raparigas (14 a 20 anos) do que nos rapazes (15 a 18)



• a maioria dos inquiridos toma 4 ou 5 refeições diárias (respectivamente 43,6% e 34,5% no caso das raparigas e 50% e 30% no caso dos rapazes)



• raparigas e rapazes costumam tomar pequeno almoço (sempre - 65% e 90%, às vezes - 31% e 10%), comem a meio da manhã (sempre - 32,7% e 70%, às vezes - 47,2% e 20%), lancham (sempre - 65% e 90%, às vezes - 32,7% e 10%) e no que toca à ceia esta parece ser mais do agrado dos rapazes (90% sempre ou às vezes) do que das raparigas (56% sempre ou às vezes)



• o pequeno-almoço mostra-nos que as raparigas consomem Lacticínios, Pão e Cereais (por esta ordem) enquanto os rapazes, utilizando o mesmo tipo de alimentos, os ordenam de forma diferente, a saber, Cereais, Lacticínios e Pão. Deve ser realçado o fraco consumo de fruta (7% nas raparigas e nulo no caso dos rapazes



• Carne, Peixe, Saladas e Sopa são a constituição principal dos almoços e dos jantares dos inquiridos (raparigas e rapazes), variando positivamente os seus valores do almoço para o jantar, em detrimento do consumo quer da comida rápida quer dos fritos.
• a quantidade de alimentos ingerida é considerada como adequada (sempre ou às vezes) pela esmagadora maioria dos inquiridos (29% e 67% nas raparigas, 50% e 50% nos rapazes). Talvez, por isso, a maioria afirma não repetir quase nunca ou mesmo nunca (51% e 20% nas raparigas e 50% e 10% no caso dos rapazes)
• quanto ao valor calórico dos alimentos, são as raparigas que manifestam maior preocupação (60% entre o "sempre" e o "às vezes") em contraste evidente com os rapazes, onde 80% manifestam total despreocupação. Talvez, por isso, sejam as raparigas que mais controlam o peso (60%) por oposição aos rapazes (40%)
• * a esmagadora maioria (95% nas raparigas e 90% nos rapazes) não faz (ou faz raramente) exercício físico após as principais refeições
• o número de vezes por semana dedicado à prática do exercício físico também denota um total contraste entre raparigas e rapazes. Assim, enquanto a maioria das raparigas (52,7%) faz exercício físico apenas 2 vezes por semana, a maioria dos rapazes (70%) fá-lo 4 ou mais vezes
• * em média, 38% dos inquiridos (36% nas raparigas e 50% nos rapazes) afirma que conhece alguém que sofre (ou sofreu) de algum distúrbio alimentar, sendo os mais comuns a Anorexia (50%), a Bulimia (18%) e a Obesidade (14%).















Criar um Site Grátis   |